50 Anos de existência

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

FELIZ ANO NOVO 2011 !!!!

A Encadernação Florindo & Costa, cinquentenária, da bonita cidade de Leiria e do nosso querido Portugal, deseja a todos os seus clientes, amigos, apaixonados das artes e os verdadeiros seguidores do livro, um Ano de 2011 repleto de êxitos.
Que 2011 seja o ano da cultura, do livro, das artes, e que todos os novos autores alcancem a oportunidade de editarem os seus trabalhos.
Nós de forma humilde, vamos colorindo as vossas paixões, sempre com o mesmo espírito de outrora.

BEM HAJAM!

Carlos Simões

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

A TUA ARTE SERÁ ETERNA!


Meu querido pai, quais as palavras que hoje escolho para definir-te? Obrigado. Agradecimento. Foste um homem que lutou arduamente ao longo de sete décadas, mais uns pozinhos. Senti as nossas dificuldades ao longo da vida, ultrapassando os obstáculos que se nos deparavam no nosso quotidiano. Ainda hoje vejo essas mãos calejadas e gastas pelo tempo, sempre na procura do nosso bem-estar, da nossa felicidade. De menino foste tipógrafo, não tiveste tempo para brincar, como todas as crianças de 12 anos. Um menino pequenino de nome Florindo, que se tornou GRANDE! De pé descalço atravessaste muitas ruas e ruelas da nossa cidade, mas conseguiste deixar um legado que nos orgulha e envaidece. Verdadeira arte que circula pelos quatro cantos do mundo. Foste um homem que amou a sua cidade de Leiria, um homem de família íntegro e humilde. Foi nessa humildade que cresceste, sempre optimista relativamente ao futuro. Nos dias de hoje és uma das figuras mais carismáticas da nossa bonita cidade. Um exemplo de trabalho e paixão por uma causa, pela cultura, pela arte. Um artesão de seis décadas, no teu percurso de 76 anos. É Obra!

Com amor, do teu filho que te adora, muitas felicidades para este dia tão especial,

Carlos Simões

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

BOAS FESTAS !!!!


A Encadernação Florindo & Costa – Cinquentenários –, situada na cidade de Leiria – Portugal, deseja a todos os seus clientes, amigos e apaixonados pela arte dos livros UM FELIZ NATAL e um PRÓSPERO ANO NOVO.

Mergulhados durante décadas no destino da arte, somos os últimos encadernadores artesanais do nosso Portugal.
As mesmas ferramentas são utilizadas durante estes 50 anos, e com elas foram elaboradas obras que constituem verdadeiras relíquias nas Bibliotecas Nacionais, como ainda nas estantes dos apaixonados pelo livro.

Bem Hajam!!!

Carlos Simões

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Leiria - A cultura mais viva do nosso Portugal !

Perceber o que nos rodeia, o que gira em torno da arte, numa cultura diversificada,
terra de poetas ilustres, recortes de uma geração dourada sustentada por homens,
de trabalho, dedicação, que enriquecem a mais anónima visita, segmentada em recordações,
que ganha forma pela luz do dia, que nos envolve os sentidos e perdura na nossa história.

Pioneiros numa arte desprotegida pelos tempos, são uma referência cultural, de mistério,
rara beleza para o verdadeiro apreciador, que percorre distâncias para vir ao seu encontro.
Leiria fica mais bela, com homens que não desistem das caraterísticas que a tornam,
como a cidade da tradição, da cultura mais viva do nosso Portugal !

Carlos Simões

sábado, 11 de dezembro de 2010

Reservas de Ofertas de encadernações neste Natal

Grandes amigos, se pretendem oferecer algo original ou de requinte na arte da encadernação, apresse a sua reserva. Estamos a ficar com a agenda sobrecarregada.
Envie um email a confirmar a sua encadernação, ou passe pelas nossas instalações na cidade de Leiria.
Mail: encadernadores.leiria@gmail.com

Carlos Simões

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Visita do PAI NATAL

Oh...Oh.. A visita do Pai Natal à nossa Encadernação encheu de brilho aquele espaço. Fomos convidados a encher de alegria alguns dos destinatários das encomendas de requinte por ele solicitadas. Fomos confrontados com a encadernação do primeiro livro de Afonso Lopes Vieira, poeta da nossa querida cidade de Leiria, que aos 19 anos escreveu o seu primeiro livro de versos "Para quê", edição de 400 exemplares.
“Eu, em criança, contam os meus pais, libertava os ratos abrindo-lhes as ratoeiras... e não mudei”. Uma das caraterísticas de homem livre, traduzida nesta sua frase.
E como o nosso Pai Natal é fértil em surpresas, trouxe outra preciosidade, ou seja, o primeiro livro de Jaime Cortesão, natural de Ança/Cantanhede, A Morte da Águia (1910).
Duas encadernações distintas que muitos nos orgulham.
Bela visita Pai Natal !


Carlos Simões